Jornalismo Digital: Dicas para novos e velhos jornalistas

Independentemente da sua posição quanto aos futuros (sim, no plural) do jornalismo, procure traçar algumas metas e objetivos que irão ajudá-lo – e muito – na formação de um jornalista mais completo e, consequentemente, mais bem preparado para encarar as já novas e pesadas exigências que estão recaindo nos profissionais de imprensa. Se você é do tipo que odeia o digital e proclama vida longa ao impresso, então trace objetivos apenas com o intuito de “exercitar” o cérebro com os novos conhecimentos que irá adquirir.Um desses objetivos deve ser o de aprender novas disciplinas transversais, ou seja, que fogem do padrão comum destinado aos jornalistas, como bom português, história geral e falar bem em público, por exemplo. Tente conquistar novos horizontes estudando marketing digital e como isso pode ser aplicado na sua empresa jornalística. Aliás, falando em empresa, que tal dar uma esticada e ler um pouco mais sobre empreendedorismo na internet?

Esses são somente alguns dos pontos que, preferencialmente, todo jornalista devia se dedicar. SEO (search engine optimization), por exemplo, é um conhecimento mais do que primordial para que já atua com um jornal online ou pretende migrar seu veículo para a plataforma digital. Outro ponto muito interessante é buscar conhecimentos, mesmo que básicos, sobre HTML e PHP, pois facilitam um futuro trabalho com alguma estrutura CMS (contente management system), como o WordPress. Aliás, WordPress devia ser matéria obrigatória em qualquer faculdade de Jornalismo.

Aprendizado constante

E já que tocamos no assunto universo acadêmico, que tal ir buscar novas fontes de conteúdo além daquelas que você possui na sua sala de aula? Vá assistir aulas com as turmas de publicidade, design gráfico e digital e até mesmo relações públicas ou rádio e TV. O que vale é construir um leque amplo, sólido e muito bem estruturado que o possibilite a sair na frente em ralação a alguns profissionais. Saber usar o Facebook ou o Twitter não é diferencial para ninguém, é obrigação. Mas e conhecimentos sobre web design, você tem?

Sim, o jornalista de hoje não é como o jornalismo de ontem. Isso não o torna nem pior e nem melhor. Porém se todas as outras áreas estão correndo para se adaptar e tirar o melhor proveito possível da era digital, por qual motivo só os jornalista podem se dar ao luxo de manterem o mesmo perfil de 20 anos atrás? Para cada jornalista xiita que abomina as novas ferramentas digitais, 5 profissionais das áreas mais diversificadas estão aprendendo as técnicas jornalísticas e tomando o lugar desses profissionais já obsoletos.

Lembre-se que quem torna um profissional ultrapassado não é o mercado, mas ele mesmo. Aprender novas técnicas e conquistar conhecimentos que irão ser úteis em um futuro próximo (quando você criar o seu próprio portal de conteúdo ou for trabalhar para um veículo online, por exemplo) só tende a contribuir para o seu próprio segmento profissional.

***

Autor: Cleyton Carlos Torres é jornalista, blogueiro e editor do Mídia8!. É pós-graduado em Assessoria de Imprensa, Gestão da Comunicação e Marketing e pós-graduado em Política e Sociedade no Brasil Contemporâneo

Fonte: Observatório da Imprensa


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s