8 PASSOS PARA O SUCESSO DE UMA ASSESSORIA DE IMPRENSA

Veja abaixo os 8 dicas, para o sucesso das assessorias de imprensa.

 

POR:MARCO TADDEO

1. Venda

Venda seus serviços. Ofereça soluções.

Isso mesmo, por mais que alguns achem pouco usual a palavra “venda”, mas nenhuma empresa sobrevive sem vendas. A Assessoria de Imprensa deve ter uma equipe treinada para serem “vendedores de solução”. Clientes e contas não caem do céu.

Tenha um bom site, mantenha atualizado e sem erros, assim seus clientes e contatos poderão ter acessos às informações sobre seus produtos e serviços. Esse pode ser um dos primeiros contatos do cliente com você.

2. Equipe

Tenha uma equipe qualificada e disposta. 
A qualidade da sua equipe certamente refletirá nos resultados do seu trabalho. Treine aqueles que precisam aprimorar alguns pontos e tenha projetos para reter talentos. Muito mais que salários, os profissionais valorizam um bom ambiente de trabalho e empresas que o qualificam profissionalmente.
O site Trabalhando.com promoveu um estudo no qual 52% dos 390 entrevistados disseram que a convivência harmoniosa com os colegas e chefes afeta tanto o lado profissional quanto o pessoal e influi na motivação do trabalhador.
Oportunidades de promoção foram a resposta de 22% dos profissionais, seguidas por possibilidade de aumento salarial (14%), status da empresa (5%) e outros (7%).

3. Lucratividade por cliente

Entenda a lucratividade de cada cliente. 
Muitas vezes, se não analisarmos essa relação, tendemos a nos vislumbrar com contas de grandes cifras. 
Imagine uma situação, na qual uma assessoria tem uma grande conta (A) no valor de 50 mil reais e uma conta (B) de 10 mil reais.
No entanto, a empresa A demanda 4 funcionários dedicados e costuma gerar inúmeros retrabalhos devido a desorganização da equipe deles. Considerando horas de trabalho e funcionários dedicados entre outros fatores, o custo total dessa conta para a agência é de 60 mil.
Enquanto a empresa B que paga “apenas” 10 mil, demanda muito pouco e todos os processos são feitos de forma clara e organizada. As demandas dessa empresa são atendidas por alguns funcionários que atendem também outras contas nesse perfil. Considerando os mesmos fatores calculados no caso anterior, o custo total dessa conta é 2 mil.
A conta A por mais que “pague um valor maior”, dá um prejuízo de 10 mil, enquanto a conta B, um lucro de 8 mil.

4. Produtividade

Quanto custa cada hora desperdiçada de cada um de nós?

Philip Kotler, autor de inúmeros livros, dentre eles o “Administração de Marketing”, conhecido como o Papa do marketing, disse o seguinte: “As companhias prestam muita atenção ao custo de fazer alguma coisa. Deviam preocupar-se mais com os custos de não fazer nada.”
Devemos cobrar resultados, não somente dos nossos comandados, mas também de nós mesmos. Devemos sempre ter em mente que o fruto daquela atividade deve somar para a empresa/projeto.

5. Relacionamentos

Empresas são feitas em cima de relacionamentos.
Lidamos com diferentes públicos de interesse. Clientes, prospects, jornalistas, funcionários, parceiros, governo e assim por diante. Nos dias atuais, o volume de relacionamentos é “insano” tornando praticamente impossível a gestão dessas relações manualmente. Todos os dias, trocamos e-mails, fazemos reuniões, iniciamos projetos, realizamos telefonemas, organizamos eventos, disparamos releases.
Organize seus contatos, tenha fácil acesso àqueles e-mails de prospects, clientes e fornecedores.Conheça uma ferramenta de CRM, vai agilizar o seu dia-a-dia e aumentar a produtividade.

6. Corte custos

Gastos por menores que possam parecer, devem ser colocados na ponta do lápis.

Magim Rodriguez Junior e Marcel Telles, ex-presidente e diretor da Ambev, celebrizaram a frase:  “Custo é igual unha. Tem de cortar toda segunda-feira”.
Devemos revisar sempre os nossos gastos para avaliarmos o que é realmente necessário ou está somente onerando nosso orçamento.

7. Trabalho

Não confie só na sorte. Trabalhe! E Muito!
É conferida a Thomas Jefferson, ex-presidente dos EUA, principal responsável pela independência do país, a frase, “Eu acredito demais na sorte. E tenho constatado que, quanto mais duro eu trabalho, mais sorte eu tenho.”
Não deixe de buscar pautas. Trabalhe, busque informações relevantes, pesquise. Por maior ou menor que seja seu cliente, ele só terá espaço nos veículos se os fatos comunicáveis forem bem trabalhados.

8. Divida responsabilidades

Divida tarefas e responsabilidades.
Ninguém é capaz de realizar todas as tarefas sozinho, por isso pessoas são contratadas.
Não congestione sua mesa com papeis e processos que outros possam resolver. Saiba delegar.
Quando alguém sabe que seu trabalho é importante para o resultado final, a dedicação e comprometimento são maiores.
Faça com que sua equipe sinta-se parte do processo como um todo. Entregue responsabilidades:
• Ensine como fazer
• Acompanhe
• E quando o colaborador se mostrar pronto: Cobre resultados.
Fonte: Comunique-se
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s